ServiçosProgramas e Projetos DicasFale Conosco

Instituto Lions da Visão

Programas e Projetos
Busca
 Programas
Casa de Apoio Helen Keller
A Casa de Apoio Helen keller foi criada e construída pelo Instituto Lions da Visão com a participação de empresas e clubes de Lions com a finalidade de oferecer aos pacientes daquele Instituto, que são encaminhados pelos Clubes de Lions em parceria com Prefeituras do interior do Estado, uma agradável estada em Cuiabá, com hospedagem e refeições gratuitas, em ambiente saudável e confortável.

Aliás, em relação aos custos, que estão sendo bancados com doações de empresas de Cuiabá e outras do interior, o Instituto solicita, encarecidamente, aos clubes de Lions que se utilizam da Casa de Apoio, que consigam, em suas comunidades, doações de alimentos e que os tragam por ocasião de suas vindas à Cuiabá, para que a Casa de Apoio possa renovar seus estoques.

Nossa casa de Apoio está localizada na Avenida Lions Internacional, cruzamento com a Avenida do CPA, na altura da entrada do bairro CPA, bem pertinho do Hospital do Câncer.

Quem foi Helen Keller?
Nascida Helen Adams Keller, em 27 de junho de 1880 em Tuscumbia, Alabama, EUA, a criança desenvolveu uma febre aos 18 meses de idade. Em seguida, Helen ficou cega, surda e muda.

Quando tinha seis anos, a professora Anne Mansfield Sullivan, da Perkins School for the Blind (Escola para cegos Perkins), foi contratada como professora de Helen. A moça, de 20 anos, ensinou a Helen a linguagem de sinais e o braile. A história da professora e sua aluna foi recontada na peça e no filme de William Gibson, "The Miracle Worker (O milagre de Anne Sullivan)".

Aos dez anos, Helen Keller aprendeu a falar. Sarah Fuller, da Escola Horace Mann, foi sua primeira professora de linguagem.

Em 1898, Helen entrou para a Cambridge School for Young Ladies (Escola para moças Cambridge). No outono de 1900, Helen matriculou-se no Radcliffe College. Conseguiu o bacharelado cum laude (com louvor) em Letras em 1904.

Através dos anos, Anne Sullivan permaneceu ao lado de sua aluna. Ela formava letras na mão de Helen para compreensão de livros de texto, palestras da faculdade e conversação.

A cruzada pessoal de Helen Keller

Em 1915, Helen juntou-se à primeira diretoria do Permanent Blind Relief War Fund (Fundo permanente de ajuda aos cegos de guerra), mais tarde conhecido como American Braille Press (Imprensa braile americana).

Em 1924, a jovem fundou a Helen Keller Endowment Fund (Fundo20de dedicação Hellen Keller). No mesmo ano, Helen ligou-se à American Foundation for the Blind (Fundação americana para portadores de deficiência visual) como conselheira para relações nacionais e internacionais.

Em 30 de junho de 1925, Keller discursou na Convenção do Lions Clubs Internacional, realizada em Cedar Point, Ohio, EUA. Desafiou os Leões a se tornarem "paladinos dos deficientes visuais na cruzada contra a escuridão". Ela disse: "Eu sou sua oportunidade. Estou batendo à sua porta."

Sua vida virou filme. "Helen Keller in Her Story" (Helen Keller e sua História) recebeu o "Oscar" de melhor documentário da Academia de artes e ciências cinematográficas em 1955.

Helen Keller recebeu o Prêmio Humanitário Lions por uma vida inteira de dedicação.

Helen morreu em 1º de junho de 1968, aos 87 anos. Seu pedido para os Leões, 43 anos antes, inspirou a organização internacional a adotar o Programa Conservação da visão e o trabalho com deficientes visuais como uma de suas principais iniciativas de serviço.
Programas e Projetos
Confira nossos Programas
Fale Conosco
Envie-nos suas sugestões e dúvidas. Aqui!
2018 © Instituto Lions da Visão - Todos Direitos Reservados
Sitevip Internet